Arquitetura das Escaladas


4 min de leitura
30 Nov
30Nov

Alpinistas gozam de um estilo de arquitetura próprio. Entre estruturas industriais abandonadas, paredes verticais e arenas multifuncionais, a prática do bouldering se apropria de uma enorme variedade de diferentes espaços e materiais. Com a popularização da escalada como um esporte tanto indoor  quanto outdoor, centros e instalações esportivas estão incluindo em seus projetos e espaços estruturas escaláveis para atender este crescente interesse pelo esporte. Seja como um esporte ou por divertimento, as academias de escalada podem assumir as mais diferentes formas, apropriando-se das mais variadas estruturas para criar ambientes criativos e inspiradores para os adeptos deste tipo de atividade física.

A escalada porém, não é nenhuma novidade no mundo dos esportes radicais, mas ainda assim, certamente está ganhando popularidade, principalmente depois de ter sido incluída na lista dos esportes olímpicos para as Olimpíadas de Tóquio de 2021. Como resultado disso, mais e mais academias de escalada estão sendo construídas ao redor do mundo. Instalações imponentes que se aproveitam da necessidade de um pé-direito pra lá de generoso. Os fabricantes de materiais, impulsionados por esta nova massa de atletas e esportistas amadores, começaram a desenvolver soluções técnicas que imitam à perfeição as características daqueles materiais encontrados na natureza, além de incluir elementos mais lúdicos como pináculos, arestas, arcos, chaminés, rachaduras e muito mais. 

Academia de Escalada Allez UP por Smith Vigeant Architectes

A Academia de Escalada Allez-Up está implantada no coração do distrito sudoeste de Montreal e faz parte de um amplo projeto de revitalização urbana da área central da cidade. Flanqueando o Canal de Lachine, o projeto se apropria da estrutura dos silos desativados da antiga refinaria de açúcar Redpath, convertendo-os em uma das principais atrações turísticas da maior cidade da província canadense de Quebec. 

Belay MKE por Johnsen Schmaling Architects

Belay MKE é um projeto de uso misto que combina uma academia de escalada interna de 1600 m² com 46 unidades habitacionais. Localizado na região norte do centro da cidade de Milwaukee, o projeto está implantado em uma área urbana industrial conhecida como Humboldt Yards, região onde funcionavam as fábricas que atendiam a construção da Milwaukee Road até a década de 1970.  

Ampliação do Centro Recreativo Estudantil da Universidade do Arizona por Sasaki Associates

Como um importante ponto de encontro para a comunidade acadêmica da Universidade do Arizona, o Centro Recreativo Estudantil usufrui de uma série de elementos programáticos—ativando o corredor da 6th Street com sua presença vibrante. O projeto de ampliação, com seus mais de 5 mil metros quadrados, inclui um centro de treinamento indolor e outdoor além de uma arena multi-uso. Além disso, o edifício também conta com uma série de pátios externos concebidos para acolher áreas de escalada, quadras de vôlei de praia e espaços para a prática de outras atividades físicas ao ar livre. 

Escalada Esportiva Indoor por W. Meraner - M. Mutschlechner

O centro de escalada esportiva indoor de Brixen foi construído próximo ao centro histórico, todavia - comparado às outras infraestruturas esportivas existentes – seu projeto traz grande ousadia estética e artística. Natureza e paisagem foram transportadas para dentro do edifício através de uma fachada transparente ao mesmo tempo em que o interior também permanece visível do lado de fora. 

Centro Esportivo Zhonghe por Q-Lab

O conceito de projeto do centro de esportes foi então gerado a partir da ideia de empilhar todos os programas necessários na forma mais compacta possível, de maneira a incorporar seções de construção lúdicas que envolvem espaço interior com um ambiente ao ar livre, e, ao mesmo tempo, envolver arranjos espaciais com conectividades visuais. Interiormente, este edifício de quatro pavimentos abriga duas quadras de basquete e uma parede de escalada. 

Centro Colaborativo Brooklyn Boulders por Arrowstreet + Chris Ryan

Como a própria equipe de projeto observa, com os avanços tecnológicos, cada vez mais vivemos num mundo que favorece o isolamento, e as pessoas, especialmente os chamados da "geração Y" estão sedentos por ambientes de interação humana, comunidade física e de estimulação social. A Brooklyn Boulders (BKB), construiu e opera escalada em rocha e os equipamentos de musculação que estão mesclados a ambientes que abrigam diversos grupos de pessoas. Esses grupos constroem uma comunidade coesiva e vibrante, colocando a cultura e o senso comunitário em primeiro lugar. 

Mashouf Wellness Center por WRNS Studio

O Mashouf Wellness Center, implantado no Campus da Universidade Estatal de San Francisco, está se transformando no novo centro da vida acadêmica estudantil e principal portal de entrada à universidade. Implantado na confluência de duas das principais avenidas que circundam o campus, o edifício inclui uma enorme variedade de espaços sociais, recreativos e competitivos. Os visitantes são recebidos em um espaço completamente heterogêneo de pé direito duplo, onde encontra-se uma parede de escalada que serve de pano de fundo para o hall de acesso e foyer do edifício. A parede de escalada se desenvolve em toda a altura do espaço, culminando em uma espécie de “lanterna” envidraçada na cobertura, responsável por banhar os espaços interiores com uma ampla e abundante luz natural. 

Spordtgebouw por NL Architects

O Spordtgebouw é um complexo esportivo utilizado por alunos de três escolas independentes e encontra-se localizado no chamado ‘Leerpark’ de Dordrecht, Holanda. Tradicionalmente, cada escola conta com seu próprio ginásio esportivo, mas este não é o caso do Spordtgebouw. Ao construir uma infraestrutura integrada capaz de servir a mais do que apenas uma instituição, o tempo de ociosidade de tal estrutura diminui consideravelmente. Além disso, fora o período de aulas, o edifício encontra-se aberto e acessível à toda comunidade de Dordrecht.