Estúdio Leonardo Zanatta foi premiado em concurso internacional “Cool Abu Dhabi”


2 min de leitura
28 Oct
28Oct

O escritório brasileiro Estúdio Leonardo Zanatta foi premiado com menção honrosa no concurso internacional “Cool Abu Dhabi” que desafiava os participantes a projetar ideias criativas para enfrentar a mudança climática e fornecer soluções para o efeito da ilha de calor urbana em Abu Dhabi. Intitulada Abu Dhabi Skins - (Bio)Reactive Urbanscape, a proposta é a única selecionada do continente Americano.

O projeto consiste em um dispositivo urbano que pode reproduzir sinteticamente os benefícios da vegetação com consumo zero de água doce, aumentando as discussões em torno da biônica e como as interações entre organismos vivos e tecnologia podem resolver os principais problemas ambientais nas cidades contemporâneas. O experimento Urban Skin cria um ambiente termicamente confortável para as pessoas circularem sem carros, mitigando o efeito de ilha de calor urbana, absorvendo CO2 e reduzindo os níveis de energia usados em resfriamento mecânico por períodos mais longos do ano. 

A proposta teve como ponto de partida o conceito de biônica, em que mecanismos naturais e artificiais são utilizados de maneira integrada. Neste caso, as estruturas foram feitas para receberem uma fina camada de água do mar, que serve como cultura para algas do gênero Spirulina e Noctilluca. Desta forma, o sistema dissolve a camada de poluição que prende o calor sobre a cidade, enquanto as estruturas sombreiam superfícies de baixo albedo. A água, por sua vez, arrefece o ambiente através de resfriamento radiante e evaporativo, em uma composição que, ao ter modelos térmicos ensaiados, demonstrou ser capaz de diminuir a temperatura local de centros urbanos em biomas desértico em até 10ºC (variando de acordo com níveis de umidade). 

Quando usado em conjunto com biorreatores, microalgas são até 400 vezes mais eficientes do que uma árvore na remoção de CO2 da atmosfera e um kg de algas requer cerca de 1,8 kg de dióxido de carbono, que é convertido em biomassa e oxigênio e consequentemente, recurso financeiro.  

Aproveitando as propriedades de absorção e transmissão da água, que se aproximam às do vidro low-E, a camada de água atua bloqueando a radiação ultravioleta e infravermelha, protegendo a superfície do tanque de absorver o calor. A água resfriada geotermicamente se aproxima de uma temperatura de bulbo úmido de 15°C (uma superfície de asfalto típica atinge 60-100°C). A temperatura ambiente é de aproximadamente 50% do calor radiante da radiação superficial e 50% da temperatura do ar, o que significa que sob grandes composições do sistema com a temperatura do ar de 35°C, uma temperatura radiante média da estrutura e do ar de 25°C é alcançada. 


Ficha Técnica
Nome do Projeto: Sheikh Zayed Plaza
Escritório: Estúdio Leonardo Zanatta
Arquiteto: Leonardo Zanatta
Ano de conclusão do projeto: 2030
Área bruta construída: 1000m² (Protótipo inicial)
Localização do projeto: Abu Dhabi, EAU 


FONTE: Estúdio Leonardo Zanatta

 Contribua com a Office Connection e encaminhe seus projetos e artigos com fotos para nossa redação