Galleria Gwanggyo em Suwon projetado pelo escritório de arquitetura OMA


1 min de leitura

Projetado pelo escritório de arquitetura OMA, liderada pelo arquiteto de renome mundial Rem Koolhaas, a Galleria Department Store em Suwon, é uma forma única que difere do exterior da loja de departamentos existente.

Segundo a entrevista do OMA, " o edifício feito de pedra de mosaico é mais impressionante com suas janelas geométricas e a torna um ponto de gravidade natural para a vida pública em Gwanggyo ". Também se destina a proporcionar prazer visual e uma experiência de compra única sempre que um cliente visita.

Inaugurada em 2 de março, a loja de departamentos Galleria Gwanggyo no centro da cidade, tem meta audaciosa para vendas em 2020, aproximadamente USD $ 411 milhões e conta com cerca de 440 marcas de luxo e premium.

A Galleria é maior da franquia de lojas de departamento de luxo da Coreia, fundada na década de 1970, permaneceu na vanguarda do mercado premium no país desde então.

Localizada em Gwanggyo, uma nova cidade ao sul de Seul com desenvolvimento urbano cercado por altas torres residenciais, é a sexta filial da Galleria Department Store. A loja está localizada entre o Parque do Lago Suwon Gwanggyo e os edifícios onipresentes da cidade: um cruzamento entre a natureza e o ambiente urbano.

A fachada de pedra de mosaico texturizado evoca a natureza do parque vizinho, parecendo como uma pedra esculpida emergindo do chão, a loja é uma âncora visual na cidade. O edifício de 12 andares possui uma aparência impressionante, com seu exterior projetado para incorporar os padrões internos de uma enorme camada de rocha e uma passarela triangular com fachada de vidro ao redor do prédio para conectar todos os andares.

A rota pública possui uma fachada de vidro multifacetada que contrasta com a opacidade da pedra. Através do vidro, as atividades culturais e de varejo no interior são reveladas aos transeuntes da cidade, enquanto os visitantes do interior adquirem novos pontos para conhecer Gwanggyo.

Formado com uma sequência de terraços em cascata, o circuito público oferece espaços para exposições e performances. Um local onde o comércio e a cultura, a cidade e a natureza colidem, o projeto oferece uma maneira de fugir da previsibilidade das compras.


Fonte: OMA


Contribua com a Office Connection e encaminhe seus projetos e artigos com fotos para nossa redação - gustavo@ralestrategia.com.br