Quando a Neuroarquitetura e a Biofilia se juntam: estratégias simples para diminuição do stress no local de trabalho


7 min de leitura

Sabemos que a Neuroarquitetura é a junção da neurociência com a arquitetura e que desta junção resulta a ciência que estuda o impacto dos ambientes no cérebro e consequentemente, no comportamento humano.

Sabemos ainda que a Biofilia pode ser definida como a tendência natural para voltarmos a nossa atenção às coisas vivas, à Natureza, sendo que está provado que ao estarmos em comunhão com a Natureza temos melhores prestações em todos os campos da nossa vida.

Tendo em conta que passamos cerca de 90% da nossa vida em ambientes torna-se urgente trazer elementos naturais para o interior desses ambientes, de forma a potenciar as capacidades humanas e a proporcionar mais qualidade de vida a quem usufrui dos espaços.

Ainda que as considerações anteriores sejam válidas para todo e qualquer ambiente, quando pensamos nos ambientes corporativos percebemos que um ambiente de trabalho estudado pode fazer uma grande diferença na qualidade de vida dos profissionais e consequentemente na sua produtividade o que levará, sem dúvida, a crescimento da empresa.

O uso de elementos naturais no local de trabalho tem um impacto forte e mensurável nos resultados dos profissionais, como a redução do stress e ansiedade, bem-estar, produtividade, criatividade e motivação.

De acordo com o relatório Human Spaces no Impacto Global de Design Biofílico no Local de Trabalho, aqueles que trabalham em ambientes com elementos naturais relatam níveis mais altos de bem-estar (+15%), produtividade (+6%) e criatividade (+15%) do que aqueles que trabalham em ambientes sem natureza.

 

Então, como podemos trazer elementos naturais para o interior dos ambientes de trabalho?

 Trazer a Natureza para o interior não significa unicamente a distribuição de vasos com plantas, nem tem que ser algo complicado requerendo um grande investimento.

Muito pelo contrário…

Há muitos outros elementos que nos aproximam da Natureza e basta, na maioria das vezes, pequenos apontamentos que façam o link, no nosso cérebro, para a Natureza.

O mais importante no processo de incluir elementos naturais nos ambientes de trabalho é estar desperto para o tema, é ter noção das vantagens que pode trazer tanto para os profissionais como para os empresários.

Despertá-lo para estas vantagens é a nossa missão.

LUZ NATURAL

A luz natural, é um elemento importantíssimo, uma vez que tem um contributivo significativo para a nossa saúde e bem-estar.

O nosso relógio biológico está programado para funcionar de acordo com a luz solar. No início do dia a luz solar é mais fria e por isso de cor branca, o que nos permite estar mais despertos, mais ativos, mais produtivos. Com o fim do dia a chegar a luz solar começa a diminuir a sua intensidade, ficando mais quente e por isso com uma cor mais amarelada.

Esta cor mais quente faz-nos relaxar e estimular a produção do hormônio do sono, a melatonina, que nos permitirá ter uma noite de sono descansado e regenerador, fundamental para que as nossas capacidades estejam no seu melhor.

Quando estamos num ambiente de trabalho sem luz natural, recorrendo por isso a luz artificial, que normalmente é uma luz branca e fria, não são dados os estímulos necessários ao nosso cérebro para que a melatonina seja produzida. Isto faz com que, apesar de dormirmos durante a noite, porque estarmos fisicamente cansados, não consigamos descansar o nosso cérebro tal como ele realmente precisa.

Noite após noite sem o devido descanso traduz-se em níveis de stress bastante elevados.

Importa dizer que devemos sempre privilegiar a luz natural mas quando isso é de todo impossível, existem já no mercado luminárias que simulam o ciclo da luz solar ao longo do dia. 

VENTILAÇÃO NATURAL

A ventilação natural é outro elemento que traz a Natureza para o interior, proporcionando a sensação de conforto necessária a uma boa produtividade.

Ter no ambiente de trabalho janelas que além de promoverem a luz natural possam abrir e proporcionar uma ventilação natural do espaço é um fator que deve ser privilegiado na hora de escolher as próximas instalações da sua empresa. 

PERCEPÇÃO DO CLIMA

Associado à luz e ventilação natural surge um outro elemento: a percepção do clima. É muito importante para o ser humano ter noção das condições climatéricas que estão a acontecer no exterior, uma vez que lhe dá sentido de orientação.

Na verdade a luz e ventilação natural e a percepção do clima são três elementos intimamente ligados que conseguimos privilegiar praticamente em simultâneo escolhendo, estrategicamente, espaços com vistas para o exterior, com janelas com possibilidade de abrir ou até mesmo tendo ao dispor terraços acessíveis. 

VEGETAÇÃO

Um outro elemento que nos remete à Natureza é a vegetação. Quando se fala em elementos naturais para o interior dos ambientes, o primeiro pensamento que ocorre são as plantas.

De fato, ter plantas por perto contribui para uma redução significativa do stress, contribui para uma melhor saúde física, melhora a comodidade, o rendimento e a produtividade.

A vegetação além das vantagens que já abordamos inerentes ao link do nosso cérebro para a Natureza, apresentam uma serie de outras vantagens, como é o caso da purificação do ar e da redução do nível de ruído.

Apesar de todos os benefícios, a inclusão de vegetação, é muitas vezes vista com alguma resistência dadas as suas necessidades de sobrevivência.

Claro que as plantas naturais apresentam algumas vantagens e necessidades diferentes das plantas artificiais, mas ainda assim, uma planta artificial também leva o nosso cérebro a viajar até à Natureza.

A criatividade de cada um é o limite para trazer vegetação para o interior. Desde vasos grandes no pavimento até pequenos vasos sobre a secretária. Tapetes e alcatifas que simulam relva. Papéis ou painéis de parede. Jardins verticais ou horizontais, naturais ou artificiais… 

ÁGUA

A água quando perto de nós alivia o stress, promove a satisfação, melhora a saúde e o rendimento. A água pode ser absorvida através de vários sentidos: visão, toque e audição. Mais uma vez a criatividade é o limite, aquários, fontes, música de fundo, papel ou painel de parede.

Porém há que ter um cuidado especial, avaliando cada um dos profissionais em particular, porque para algumas pessoas o som da água é relaxante, mas para outras o som continuado da água pode ser bastante irritante.

Animais

Estudos mostram que ver ou estar com animais, especialmente as crias, tem um efeito positivo no comportamento humano, diminuindo também o nível de stress. 

Os animais podem estar presentes nos ambientes fisicamente mas também através de imagens ou até mesmo recorrendo a monitores onde passem vídeos de animais. Peixes, pássaros e porque não gatos?

Por outro lado, estudos mostram que quando os profissionais ficam responsáveis por cuidar destes animais gera-se um compromisso mais intenso, não só para com os animais mas também para com a empresa.

Cores e Formas

Ainda que não tenhamos elementos naturais diretos podemos sempre criar apontamentos com cores e formas que nos remetam à Natureza. O verde das árvores, o azul do céu, o azul esverdeado da água. As ondas do mar, os triângulos das montanhas. Todos estes exemplos (e muitos outros) fazem, consciente ou inconscientemente, o link tão desejado para a Natureza. 

CONCLUSÃO

O design que nos conecta com a natureza, está comprovado que nos inspira, aumenta a produtividade e até contribui para um bem-estar mais forte, o que significa uma redução considerável dos níveis de stress.

Do chão ao teto, os materiais usados num espaço podem facilitar uma conexão com a Natureza através da acessibilidade ao mundo natural, através das cores e dos padrões basta que se esteja desperto para isso.

Todas estas estratégias apesar de serem facilmente implementadas, devem ser pensadas com o foco em cada um dos profissionais, pois o que pode ser agradável para algumas pessoas pode ser irritante para outras.

Quando projetamos o ambiente, devemos encará-lo de forma séria e profissional. Ainda que sejam estratégias simples, devem ser implementadas tendo uma visão holística para que tudo, em conjunto, funcione. Não esquecendo que o profissional deve estar no centro de todas as decisões.

  

FONTE:  SW TEAM

Dora Cristina Ferreira Agostinho (na foto ao lado esquerdo), natural de Portugal, formada em Engenharia Técnica Civil, Engenharia Civil, Decoração e Design de Interiores em Portal Decor, já participou de diversos cursos relacionados a Gestão da Qualidade, e especializou-se em Projetos para Ambientes de Trabalho, certificada pela Mensch&Büro-Akademie e pela Qualidade Corporativa.

Sandra Palma (na foto ao lado direito),  natural de Portugal, formada em Engenharia Civil, especializou-se em Segurança e Higiene no Trabalho, em Engenharia da Qualidade, e em Projetos para Ambientes de Trabalho, certificada pela Mensch&Büro-Akademie e pela Qualidade Corporativa.

As duas são amigas de longa data, e sócias da CHANGE- INTERIOR DESIGN, nomeada precisamente pelo simbolismo de mudança e transformação nas vidas delas e pela vontade imparável de transformação na vida das outras pessoas também. A CHANGE- INTERIOR DESIGN não projeta decoração de interiores, mas sim qualidade de vida, bem-estar, motivação e produtividade.

FONTE: Perkins&Will

Contribua com a Office Connection e encaminhe seus projetos e artigos com fotos para nossa redação - gustavo@ralestrategia.com.br