Tá dando onda! Arquitetura de Praia


2 min de leitura
24 Nov
24Nov

O surfe é um esporte e um estilo de vida. Como arte de he'e nalu, reflete a arquitetura como um jogo entre a experiência espacial e o ambiente. Hoje, a arquitetura comercial e cultural do surfe se tornou cada vez mais comum – projetos que se inspiram em casas icônicas e retiros à beira-mar para criar novas conexões entre o público, os surfistas e o oceano.

A arquitetura do surfe evoluiu para servir mais do que entusiastas do esporte e surfistas notáveis. Assim como o esporte em si é praticado individualmente ou como um evento em grupo, novos clubes e quiosques à beira-mar estão abrindo espaço para reunir as pessoas e observar o desenrolar do esporte. Desenhados para escolas de surfe, clubes e lojas de equipamentos locais, esses projetos são construídos em todo o mundo à medida que abraçam a cultura do surfe. Situados em praias remotas e na periferia das cidades, eles apresentam programas mistos, materiais de intemperismo e plantas abertas enquanto celebram a arte e a arquitetura do surfe.

Third Wave Kiosk por Tony Hobba Architects

O briefing da Third Wave Kiosk era projetar uma nova instalação pública em Torquay Surf Beach que contivesse um novo quiosque, banheiros e vestiários que ficariam abertos o ano todo, atendendo a uma variedade de usuários e proporcionando um importante destino à beira-mar. A altura e o perfil do volume foram projetados para responder às ondulações predominantes da costa e à vegetação varrida pelo vento.

City Beach Surf Club por Christou Design Group

O briefing inicial para este projeto exigia um único clube de surfe no nível do solo e um espaço comercial no primeiro andar. O projeto de CHRISTOU desafiou o briefing criando vários volumes, enquadrando um novo espaço público e capturando vistas da extensa costa do Oceano Índico.

Pacífico Sur Club por Nikolas Briceño Arquitecto

O Clube Pacífico Sur, fundado na década de 60 no litoral de Lima, tem tradição no surfe. Setenta e cinco por cento de seus associados praticam esse esporte; o surfe define o que o mar significa para eles. Tornou-se necessário formular uma série de mudanças que contemplassem as novas necessidades dos associados. 

Cold Hawaii por FORCE4 Architects

A nova casa de cultura de surfe situada na ponta da magnífica costa de Klitmøller foi chamada de "A Casa da Lagosta". O nome foi dado devido à antiga função da edificação como repositório de lagostas vivas antes de serem vendidas em leilão. Em vez disso, hoje existe espaço para o clube de surfe. 

Centro de Surf de Somo por Javier Romero Soto Arquitecto

O Ribamontán al Mar Surf Center está localizado na orla marítima de Somo, uma pequena cidade perto de Santander. Era imprescindível que esta nova instalação ficasse o mais próximo possível da praia, pelo que, na falta de terreno municipal adequado, a equipe optou por posicionar a edificação na quadra mais próxima ao mar. 

La Lobera por WMR Arquitectos

O briefing para La Lobera era um ponto de encontro para apreciar a vela, o kite e o windsurf, num local com as condições ideais para estes esportes. O projeto é um retiro à beira-mar com um quintal que abriga os visitantes. 

Muriwai Surf Club por Jasmax

A praia de Muriwai é um importante destino de recreação - visitado por mais de 1,3 milhão de neozelandeses e turistas estrangeiros anualmente. Seus salva-vidas fornecem um serviço vital para a praia, e o clube de surfe é um ponto focal para a pequena e unida comunidade da região.